Meditação para estudantes: uma perspectiva única que você não quer perder

Encontre o seu Zen!

A meditação para os alunos é realmente benéfica?

Para muitos alunos, a “experiência da faculdade” lembra as festas noturnas, o temido ano do primeiro ano, a falta de sono e as ressacas. No entanto, ninguém disse que deveria ser o caso.

Muitos estudantes estão usando a experiência universitária como uma oportunidade para explorar novos estilos de vida saudáveis ​​com os quais não estão familiarizados em casa. Aqueles que estão acostumados a um estilo de vida saudável podem usar sua crescente independência para personalizar uma prática saudável de acordo com suas necessidades específicas.

Por exemplo, meditação. A meditação para os alunos é incomum, mas altamente eficaz. A faculdade é o momento perfeito para se envolver com sua saúde emocional. Em outras palavras, encontre o seu Zen.

Tecnicamente falando, o Zen é um exercício físico e mental específico que remonta ao budismo chinês, mas porque enfatiza a meditação, a consciência pessoal e a expressão, o Zen é frequentemente usado como um termo geral para descrever o equilíbrio da mente e do corpo.

Eu sou um estudante universitário perfeitamente saudável, por que devo meditar?

Existem muitos motivos pelos quais a meditação é altamente recomendada para os alunos. A seguir estão os benefícios de incorporar a meditação em sua vida universitária:

    1. Alívio de Estresse e Ansiedade –  College é um ambiente de alta pressão, e alguns alunos podem ficar ansiosos ou completamente estressados ​​devido às demandas constantes. Estudos demonstraram que a meditação regular pode ajudar a reduzir sua ansiedade, reduzindo os hormônios do estresse, como a cortisona, no corpo.
    1. Maior foco e sucesso acadêmico –  Os alunos que praticam meditação e atenção plena no dia-a-dia tendem a se concentrar na lição de casa e evitar distrações. Diversos estudos têm mostrado que alunos que meditam ou têm tempo para descansar aprendem melhor e acabam obtendo melhores resultados em seus estudos.
    1. Melhor memória e criatividade –  mentes confiantes gostam de encontrar soluções criativas para problemas e problemas. Está provado que a meditação promove a criatividade e inspira mentes curiosas a inspirar inovação. Um estudo na ciência psicológica descobriu que os alunos que praticam a atenção plena podem melhorar a memória de curto prazo, reduzir a distração e melhorar o pensamento verbal.
    1. Possibilidade reduzida de vícios e abuso de substâncias – A  meditação geralmente se concentra no autocuidado, o que aumenta a autoestima de alguns alunos e pode reduzir a obsessão pelo vício ou uso de substâncias que causam dependência. Isso pode incluir qualquer comportamento negativo, como vício em pornografia, vício em drogas ou alcoolismo.
    1. Maior eficácia – os  alunos que meditam ficam mais enérgicos e confiantes, o que os ajuda a fazer a lição de casa e lição de casa com rapidez e eficiência. Alunos saudáveis ​​e bem descansados ​​ficam mais atentos nas aulas, o que pode levar a muitos eventos positivos, como aumento da confiança, melhores notas e menos estresse.

Como posso incorporar a meditação em minha vida diária como estudante?

Nós entendemos que a vida universitária pode ser difícil e que a administração do tempo pode realmente deixar você muito ansioso. Existem muitas maneiras de incluir gradualmente as práticas meditativas em sua vida cotidiana. Experimente as seguintes dicas:

Coma de forma saudável e consciente

A meditação não tem que ser apenas respirar fundo. Comer atentamente pode fornecer mais do que benefícios físicos.

Além dos benefícios potenciais de reduzir as licenças médicas, aumentar os níveis de energia, limpar a pele e melhorar a saúde geral, a alimentação consciente também pode conectar os alunos a seus corpos e ao meio ambiente.

Indo além do simples ato de encher o corpo com alimentos, mas considerando e compreendendo a influência de tais escolhas alimentares em todo o mundo, os alunos podem ter consciência de sua situação e do impacto na comunidade local e no mundo. Com uma autoimagem sólida, você ganhará mais confiança, mais empatia e melhores habilidades para controlar o estresse.

Estar ciente de sua respiração

A razão pela qual o meditador se concentra na respiração é simples: ela nos conecta ao corpo. Quando prendemos a respiração, cada respiração, cada respiração, estamos sempre em contato com o momento presente.

Não controle a respiração, mas fique curioso. Observe o fluxo de ar através de você. Sinta o ar entrando pelas narinas, enchendo os pulmões e saindo novamente. Sempre que seu coração estiver distraído, use sua respiração como um portador para dominá-lo novamente.

Analise o seu corpo

Não, com uma máquina. A varredura corporal é um método popular de adicionar a meditação casualmente à sua vida. Começando pelo topo da cabeça, preste atenção a quaisquer sensações, rigidez ou resistência. Você pode relaxar nesta área?

Trabalhe a testa, prestando atenção à sensação e à tensão novamente para relaxar a área. Trabalhe devagar: concentre-se nos olhos, bochechas, queixo, pescoço, ombros, braços, tórax, abdômen, dedos e até mesmo nas pernas. Esta é uma forma sistemática de se livrar do estresse passado do corpo.

Mantenha um diário de gratidão

Quando os alunos se sentem estressados ​​com a escola, eles se concentram nas emoções negativas, que acabam por levar à depressão e ansiedade.

Manter um diário de gratidão o ajudará a se livrar das influências negativas e o lembrará de que, apesar do estresse, coisas boas podem acontecer em sua vida. Reserve alguns minutos todos os dias para escrever as coisas pelas quais são gratos; os alunos podem interromper a conversa negativa em suas mentes e retornar ao presente.

Observe a natureza ao seu redor

A natureza está sempre ao seu redor, mas as pessoas, especialmente os estudantes, tendem a ignorá-la com pressa em dias agitados.

Quando os alunos vão para a aula, eles podem pensar em seu trabalho em vez de admirar as coisas, as árvores, a grama e o sol do campus. Prestando atenção e valorizando essas coisas, eles podem aproveitar o momento sem se preocupar com o que fazer a seguir.

A meditação é boa para os alunos – é apoiada por pesquisas?

Para simplesmente responder à pergunta – Sim, a meditação é absolutamente apoiada por pesquisas.

Essa disciplina ancestral beneficia pessoas de todas as idades. Pesquisa realizada com mais de 1.800 alunos de todo o mundo mostra que a meditação pode melhorar a saúde mental, as habilidades acadêmicas e sociais dos alunos.

Os alunos que aprendem a meditar em uma escola relatam que estão mais focados e mais confiantes e positivos em relação à vida. Demonstrou-se que a meditação promove maior identidade própria e maior otimismo.

No mundo turbulento de hoje, os alunos estão lutando com a necessidade de escola e privacidade; muitas vezes se sentem oprimidos; fatores externos, como mídia social, pressão dos colegas e problemas familiares, só pioram a situação.

Vamos dar uma olhada em um estudo

De acordo com o Centro Nacional de Medicina Complementar e Alternativa (NCCAM), a meditação pode ajudar a reduzir a depressão e a ansiedade; a longo prazo, pode melhorar a concentração mental e a função cerebral, por isso é particularmente benéfico para os jovens.

Essa disciplina fortalece a conexão entre corpo e mente e promove uma vida saudável. Os pesquisadores estão atualmente estudando seus efeitos benéficos em adolescentes com dor crônica, fibromialgia e PTSD.

Os alunos que meditam lidam melhor com o estresse e experimentam emoções mais positivas. A meditação ajuda a reduzir o estresse, estimulando o sistema nervoso parassimpático. Com o tempo, a atividade do sistema nervoso simpático diminuirá.

Quando você está nervoso ou ansioso, seu corpo entra em modo de luta ou de fuga e os níveis de cortisol sobem. A meditação ajuda a reduzir os níveis de cortisol e a melhorar a capacidade do corpo de lidar com o estresse. Os jovens que meditam apenas alguns minutos por dia sentem-se pior.

Outros estudos mostraram que, após 15 minutos de meditação duas vezes ao dia, a criatividade e a inteligência dos alunos aumentam. Este assunto pode melhorar a função cerebral, aumentar o otimismo e aumentar o estado de alerta. A meditação transcendental parece ser a mais benéfica para os alunos.

Como começar a praticar meditação guiada na faculdade?

    1. Encontre um lugar tranquilo –  Isso o ajudará a encontrar um local de prática onde você possa ter certeza de que ninguém o perturbará durante esses poucos minutos. Este pode ser o seu próprio canto de meditação em casa, um espaço tranquilo no trabalho ou na escola, ao ar livre ou em qualquer outro lugar especial
    1. Escolha a postura certa –  Você não precisa se sentar em uma postura de lótus perfeita por várias horas, mas encontre uma postura e postura estáveis ​​durante o tempo de meditação escolhido. Relaxe os ombros e libere qualquer tensão que sentir no corpo, especialmente no pescoço, queixo e outras tensões corporais, mas mantenha as costas retas.
  1. Agende suas sessões de meditação –  um quarto de hora é o ideal, mas você também pode começar a cada 5 a 10 minutos. Antes de começar, comprometa-se com a prática. Ao meditar, concentre-se no repouso do corpo e preste atenção a qualquer tensão corporal.

Mude seu estilo de vida hoje!

A meditação pode ser frustrante no início, e é fácil desistir se você sentir que não está fazendo nada de bom ou estudar por muito tempo. Mas, por favor, tente cumprir! Tente encurtar o tempo de meditação e construir-se com o tempo. Os benefícios só começarão a aparecer com o tempo.

A meditação é particularmente valiosa para os alunos porque, além dos muitos benefícios comprovados para o corpo e a mente, também pode trazer maior felicidade. No entanto, a verdade é que descobrir os benefícios exige um certo esforço, prática e comprometimento.

Facebook
Twitter
Tumblr
Pinterest
Reddit
More to explorer
Como a pornografia afeta o cérebro

Impacto da pornografia no cérebro Na última década, o consumo de pornografia aumentou exponencialmente – muito além do que as pessoas poderiam